Plasma de Argônio Endoscópico

Home/Plasma de Argônio Endoscópico
Plasma de Argônio Endoscópico 2019-02-24T11:29:44-03:00

O que é a Fulguração com o Plasma de Argônio Endoscópico?

O argônio é um gás nobre que, quando conectado a um sistema de eletrocauterização para endoscopia, permite uma coagulação controlada, conhecida como fulguração por plasma de argônio. Esse sistema é aprovado pela ANVISA, amplamente utilizado em endoscopia digestiva e utilizado após cirurgia baríatrica desde 2009.

Como funciona e qual o objetivo do Argônio Endoscópico no reganho de peso?

Nos pacientes submetidos a gastroplastia do tipo bypass gástrico, a anastomose gastrojejunal (costura entre o estômago reduzido e o intestino delgado) pode dilatar-se com o tempo. Realiza-se uma espécie de cauterização (fulguração) que gera um “queimadura” circunferencial nesta anastomose. Isso induz um processo de cicatrização que leva a redução desse diâmetro, promovendo restrição da passagem dos alimentos, saciedade e retorno da perda de peso.

São realizadas em torno de 2-3 sessões com intervalos de 8 semanas e o objetivo é a redução do diâmetro da anastomose gastrojejunal.

Quem pode fazer o procedimento?

  • Pacientes submetidos a derivação gástrica tipo bypass (cirurgia de Fobi-Capella);
  • Anastomose gastrojejunal igual ou superior a 15 mm (medido na endoscopia);
  • Tempo de cirurgia maior que 18 meses e que readquirem mais de 10% do peso (em relação ao menor peso atingido) ou perda insuficiente de peso após a gastroplastia (menos de 70% do excesso de peso);
  • Ausência de contra-indicação nutricional ou psicológica;

E quais são os resultados após o argônio?

Os estudos mostram uma perda média de 90% do peso readquirido em relação ao peso mínimo atingido após a cirurgia bariátrica inicial.

Para os casos de perda insuficiente, objetiva-se uma nova redução do peso até atingir o objetivo estimado com a cirurgia inicial que seria de 30% de perda do peso corporal.

Como consequência do tratamento proposto, é possível que o paciente perca uma quantidade considerável de peso. A perda de peso poderá melhorar sua saúde em geral, sua qualidade de vida, sua auto-estima e prolongar a expectativa de vida.

Vale ressaltar que os resultados não dependem exclusivamente do argônio, mas de um adequado acompanhamento nutricional e psicológico para proporcionar uma reeducação nos hábitos dietéticos e de vida, os principais responsáveis pelo reganho e a manutenção dessa nova perda de peso.

A falha do tratamento pode ocorrer devido: não realização de todas as sessões recomendadas,  não aderência às orientações da equipe multidisciplinar, ingestão aumentada de alimentos e bebidas calóricas, álcool, da falta de exercícios físicos aeróbicos e do abandono do tratamento antes de seu final.

Com o grande número de gastroplastias realizadas e as taxas atuais de reganho de peso, criou-se uma população de pacientes que necessitam de alternativas para não se tornarem obesos novamente.

Para tanto, o argônio endoscópico é um método minimamente invasivo, sem necessidade de novas cirurgias, ambulatorial, de baixo custo e que demonstra-se eficaz para esses casos, bem como para a perda insuficiente de peso.

Vídeo Plasma de Orgônio